CARTAO BNDES

O que é?

É uma linha de crédito que utiliza recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar projetos, empreendimentos, aquisição de equipamentos e capital de giro associado. Destina-se a micro e pequenas empresas, sob controle de capital nacional, localizadas em qualquer região do país. E que estejam em dia com o FGTS, RAIS e tributos federais.

Para que serve?

É possível financiar a compra de máquinas, equipamentos, veículos e outros bens de produção para sua Empresa, diretamente de fornecedores credenciados no portal do Cartão BNDES, com a comodidade de comprar pela Internet.

Financiamento de até 100% do valor do bem.

Valor máximo para contratação: R$ 250 mil.
Prazo: entre 3 e 36 parcelas mensais, iguais e sucessivas.
Taxa de juros prefixada, divulgada no Portal do Cartão BNDES.

FINAME

O que é?

O FINAME é uma linha de crédito destinada ao financiamento de equipamentos nacionais novos constantes do Cadastro de Fornecedores Informatizados (CFI) da Agência Especial de Financiamento Industrial (FINAME). Destina-se a micro e pequenas empresas e utiliza recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Nas operações de financiamento, as garantias devem, obrigatoriamente, ser constituídas de:

Aval dos sócios/dirigentes;
Alienação Fiduciária dos bens financiados.

PROGER

O que é?

O Proger, programa do Governo Federal que promove geração de renda através da oferta de linhas de crédito com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para investimento de longo prazo para micro e pequenas empresas, profissionais liberais, informais, autônomos, aos recém-formados e às cooperativas e associações de produção. O PROGER financia Planos de Negócios de investimento e capital de giro associado de até R$ 400.000,00.

Para que serve?

Investimentos fixos, representados por bens, com até dez anos de fabricação, exceto o de informática, inclusive equipamentos de origem estrangeira sem similar nacional e já internalizados no país, e serviços inerentes à atividade da empresa, previstos no Plano de Negócios;

Capital de giro associado destinado a suprir as necessidades de execução das atividades previstas no Plano de Negócios;
Investimentos para implantação de sistemas de gestão empresarial, quando previstos no Plano de Negócios, exceto para as cooperativas e associações de produção;
Financiamento de máquinas e equipamentos usados, exceto os de informática;
Financiamento de veículos de carga, produção nacional, modelo básico, com até dez anos de uso, destinados à comprovada utilização nas atividades do empreendimento financiado e enquadrados entre as espécies abaixo:
Motoneta;
Motocicleta até 150 cc;
Triciclo até 150 cc;
Quadriciclo até 150 cc;
Reboque ou semi-reboque;
Carroça;
Furgão.

* Para efeito de financiamentos no PROGER, veículo de carga é aquele destinado ao transporte de carga, podendo transportar dois passageiros, exclusive o condutor, do tipo caminhonete e furgão.

FUNDOPEM/RS

O que é?

O Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul (Lei nº 11.916, de 02 de junho de 2003, atualizada até a Lei nº 13.843, de 5 de dezembro de 2011) é um instrumento de parceria, do Governo do Estado com a iniciativa privada, visando à promoção do desenvolvimento socioeconômico, integrado e sustentável do Rio Grande do Sul. O FUNDOPEM/RS não libera recursos financeiros para o empreendimento incentivado. Este empreendimento é apoiado por intermédio do financiamento parcial do ICMS incremental mensal devido gerado a partir da sua operação.
Diretrizes fundamentais:
– A descentralização estratégica da produção industrial;
– A redução de desigualdades regionais;
– O desenvolvimento do parque industrial considerando-se os arranjos produtivos locais;
– A competitividade da atividade industrial e agroindustrial;
– A geração significativa de empregos;
– O desenvolvimento ou a incorporação de avanços tecnológicos e de inovações de processos e produtos;
– A complementação das cadeias produtivas da economia estadual;
– O respeito ao meio ambiente.
Condições de concessão:
– Geração de emprego e massa salarial;
– Realização de investimentos fixos;
– Estar em situação de regularidade em operações contratuais junto ao BADESUL, BANRISUL e BRDE;
– Regularidade com obrigações fiscais e ambientais.
Condições do financiamento:
– Limite total do financiamento: até 100% dos investimentos fixos do empreendimento;
– Limite mensal: até 9% do faturamento bruto incremental, não podendo exceder ao valor correspondente a 90% do ICMS incremental devido;
– Prazo de carência: até 60 meses para cada parcela mensal do ICMS financiado;
– Prazo de amortização: até 96 meses para cada parcela mensal do ICMS financiado;
– Prazo de fruição: até 96 meses;
– Custo Financeiro: IPCA/IBGE;
– Juros: até 2% a.a.

Fale Conosco

Ligue para nós
Responda para Validar: 1 + 12 =